A Fundação Educacional João XXIII recebeu em 9 de outubro/2018 a comunicação do Ministério Público Estadual informando a aprovação da prestação de contas relativas ao ano-base de 2016.

Cabe à Procuradoria de Fundações, acompanhar a regularidade do funcionamento das Fundações de direito privado que atuam nas áreas de educação, saúde, assistência social, entre outras.  As Fundações são entidades que se diferenciam de outros tipos de instituições por serem criadas com a destinação específica de gerir um patrimônio. No caso da Fundação Educacional João XXIII, ela foi criada para manter o Colégio João XXIII, fundado em 1964, em Porto Alegre. 

A Fundação observou todas as exigências realizadas pela Procuradoria de Fundações e apresentou todos os documentos que comprovaram o regular funcionamento em relação às obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas  -- também foi observado que não recebeu recursos públicos ao longo do ano.  Vistoria realizada em outubro de 2017 não encontrou qualquer irregularidade. 

A aprovação da prestação de contas foi publicizada pela Portaria nº 234/18-PF assinada pelo Procurador de Justiça Keller Dornelles Clós. 

2017 - A prestação de contas do ano-base 2017, aprovada pelo Conselho Deliberante da Fundação Educacional João XXIII, encontra-se em exame na Procuradoria.