O protagonismo das estudantes do Colégio João XXIII abriu a programação do “Dia Internacional da Mulher”, na quinta, 8/03, na Escola. Reflexões e debate sobre estupro e feminismo guiaram o momento planejado pelas estudantes do Ensino Médio Ana Clara Tittoni, Ana Laura Pretto, Joana Eifler Silva Machado, Júia Weber, Maria Clara Lisboa e Nathália Macedo. “Queremos mais que uma foto. Queremos debater sobre nossas dificuldades ao escolher uma roupa para ir ao centro da cidade, por exemplo, porque os homens, de várias idades, vão ficar olhando de forma invasiva”, afirmou Nathália, da 2ª série.

Entre as pessoas convidadas para integrar a mesa debatedora estavam alguns meninos. “Chamamos os guris porque precisamos ter a visão de quem está do outro lado” garantiu Nathália. “O debate no espaço escolar é muito importante, porque aqui estamos formando opiniões. Se todas as escolas tivesses essa abertura, o futuro seria diferente”, disse Vitor Zanon, do 9ºC, que participou da mesa. 

Na sequência, às 12h e às 13h10min, aconteceram outros momentos de reflexão abertos para a comunidade. Além de leituras de poesias realizadas pela estudante Isabela Becker, houve a apresentação musical do grupo “Três Marias” com intervenção da artista Annita Brusque, do grupo Maria Pendurada. “Isso tudo tem a ver com a ideia do João XXIII, que já nasceu diferente das outras escolas. Queremos que as reflexões de hoje continuem, porque elas abrem portas”, disse Ana Laura, da 1ª série.   

Pelo grupo "Três Marias", participaram as artistas Ana Paula Souza Dias, Gutcha Ramil Magalhães, Thayan Martins Concórdia, Tamires Duarte Carpin e Andressa Ferreira.