]

O escritor Daniel Munduruku foi o fio condutor da tarde compartilhada entre o 4° ano do Colégio João XXIII e os alunos do Centro Integrado de Desenvolvimento (CID). Reunidos no pátio, os estudantes assistiram atentos a fala sensível do escritor que promove a valorização da cultura indígena por meio de suas obras. Entre os livros trabalhados em sala está “Memória de um índio – uma quase autobiografia”. “Precisamos agradecer a você Daniel. Com suas crônicas nos emocionamos, rimos e choramos, nos indignamos, nos inspiramos e sobretudo aprendemos a valorizar a cultura indígena, origem do nosso povo", disse Isabella Preter Conceição, do 4° ano J. "Eu trago as vozes da floresta para ampliar o olhar de vocês em relação as nossas vidas", explicou Daniel.

Nascido em Belém/ PA, o autor, formado em Filosofia, com licenciatura em História e Psicologia, é filho do povo Indígena Munduruku. Em seus livros, aborda a questão do respeito e da tolerância em relação ao outro e a importância da cultura indígena na formação da sociedade brasileira. “A nossa cultura mostra que não somos donos de nada e, sim, somos parte de alguma coisa. Como a natureza. Não somos donos de uma árvore, mas somos parte dela”, falou. Ainda sobre a relação do povo indígena com a natureza, Daniel acrescentou: “A floresta nos ensina a observar e a ficar atentos. Para conviver com a floresta temos que estar 100% inteiros”. 

Na aldeia João XXIII, Daniel falou sobre hábitos, costumes e sobre a importância de se estar presente e do significado do “encontro” para o seu povo. “O verdadeiro encontro é aquele em que a gente se sente feliz, aprende e sai melhor dele. Infelizmente, na nossa história, tiveram muitos desencontros e hoje, aqui na escola, podemos fazer um reencontro e olhar uns para os outros”, refletiu. “As minhas histórias são as histórias do meu povo. São elas que me colocam neste mundo e me tornam diferente de vocês e isto é ótimo, porque não nega o que vocês são nem o que eu sou”, completou. 

Além dos alunos do CID, os estudantes do 5º ano e as famílias do 4º foram convidadas para compartilhar o momento. O 5º ano, inclusive, presenteou Daniel com uma caricatura, fruto do projeto "Caricaturas Literárias - Autores que marcaram a nossa trajetória", que retratou importantes escritores nacionais e internacionais.       

A leitura do livro está entre as atividades do “Projeto Desvelar”, que vai proporcionar ao 4º ano a viagem de dois dias e uma noite para as Missões.