Pelo 4º ano consecutivo, a Feira das Profissões do Colégio João XXIII proporcionou aos estudantes do Ensino Médio contato com profissionais de diferentes áreas. Realizado na terça-feira, 11/6, o evento, planejado pela professora de Sociologia e Filosofia, Adriane Ramalho, se estendeu pelos dois turnos de aula. Equipe Técnica e Grêmio Estudantil da Escola também apoiaram a iniciativa, que contou com a participação de mães, pais e ex-alunos.   

Ainda na parte da manhã, o Recanto do Bougainville se transformou em um palco de palestra e bate-papo. “O mundo na universidade – novas profissões”, com Luis Carlos Silva Filho, diretor das Engenharias da UFRGS e ex-aluno do Colégio, abriu a programação, às 10h30min. “A Feira das profissões do João é diferente, porque vai para um lado mais humano. É exatamente por isso que costumam dizer que o João é diferente, porque faz com que experiências e aprendizagens fiquem ancoradas na vida da gente”, disse Luis Carlos. 

Sobre o futuro profissional que já está batendo na porta dos estudantes, Luis afirmou: “Agora vocês começam a escolher rotas e serão cada vez mais protagonistas do amanhã. Fiquem tranquilos, porque a base o João deu e isso seguirá com cada um de vocês”.           

Às 13h30min, mães e pais foram convidados a falarem sobre suas áreas. Além da breve apresentação, cada um contou sobre a sua escolha profissional e passou informações sobre mercado de trabalho e áreas de atuação. Ciências Atuariais, Psicologia, Ciências Sociais, Direito, Engenharia e Jornalismo estiveram entre as profissões abordadas.

As novas formas de exercer as profissões estiveram na pauta do evento. Cristina Pozzobon, artista plástica com experiência em Comunicação e mãe de estudante, e Mariana Barcinski, psicóloga e tia de estudante, incentivaram outras formas de atuação dentro do jornalismo e da psicologia. “As pessoas acham que o psicólogo tem que trabalhar no consultório. Mas há outras formas de atuação, como a atuação em escolas”, explicou Mariana. José Mário Neves, psicólogo e pai de estudante, deu a dica final: “Tomem a decisão  com leveza e estejam abertos para as guinadas da vida”, sugeriu.         

Às 14h30min, mais ex-alunos assumiram o lugar de fala nas salas de aula. Escolhas profissionais e vida na universidade estiveram na pauta do bate-papo com a 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. 

Simultaneamente, os estudantes montaram um espaço para troca de informações a respeito de algumas profissiões, nas salas 305 e 306. Organizados por área de conhecimento, os grupos compartilharam informações sobre os cursos pesquisados e esclareceram dúvidas importantes em relação a escolha. Grade curricular e demandas durante a faculdade; mercado de trabalho, áreas de atuação e salário; assim como opções de especialização fizeram parte do estudo. “Ao longo da minha experiência percebi que muitos alunos da 3ª série ainda não sabem qual profissão seguir”, conta a professora. Por isso, Adriane sugeriu que a gurizada, dividida em grupos, pesquisasse sobre seus cursos de interesse.