Estudantes inscritos no “V Torneio de Xadrez” do Colégio João XXIII, marcado para 3/10, começaram a semana focados no campeonato. A aula “Movimentos especiais e xeque-mate” com o enxadrista e pai de aluno da Escola, Adroildo José Martins, na segunda, 10/09, estimulou o raciocínio estratégico e deu dicas importantes para o jogo. “O Xadrez, como qualquer esporte, precisa de renovação e a iniciativa da escola faz isso ao incentivar os alunos, que estavam bem interessados na aula”, diz Adroildo.   

Organizada em dois momentos, no turno da manhã para os estudantes inscritos do 6º ano ao Ensino Médio e a tarde para os do 5º ano, a aula chamou a atenção dos participantes. “Gostei bastante. Ele ensinou aberturas e finalizações. Também mostrou jogadas como roque curto e roque longo e em passant”, observa João Miguel Brites, da 2ª série do EM.    

Além das aulas especiais, Adroildo participou de atividade na turma do filho João Pedro, no 1º ano do Ensino Fundamental. Lá, a acessibilidade e os diferenciais do jogo adaptado despertaram o interesse das crianças. “Foi tudo muito bem conduzido pela professora Bárbara e as crianças tiraram bastante proveito do momento”, acredita Adroildo.

Para a psicóloga da Escola e uma das organizadoras tanto do Torneio de Xadrez quanto das aulas especiais, a presença de Adroildo no João XXIII “foi uma experiência permeada pelo respeito e onde o ambiente de aprendizagem se estabeleceu da melhor forma possível”, expõe.

Interessados em participar do “V Torneio de Xadrez” têm até o dia 26/9 para se inscreverem nas secretarias das etapas. Podem participar estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental até a 2ª série do Ensino Médio. Com arbitragem profissional da ONG Embrião, o campeonato é fruto do projeto ‘Dúvida: a Razão do Xadrez’, organizado, desde 2014, pela Matemática e pela Filosofia, junto com o Serviço de Orientação Psicológico (SOP), representado pela psicóloga Maria Fernanda Hennemann. 

Saibas mais sobre o Torneio de Xadrez: 
V Torneio de Xadrez recebe inscrições