O tempo de diálogo foi pequeno para todos se expressarem, mas a unidade de pensamento satisfez quem esteve presente no debate “João em defesa da Educação”, na quarta, 15/5, às 12h10min. Professores, estudantes, mães, pais e demais profissionais do Colégio João XXIII se reuniram em busca de reflexões sobre questões relacionadas ao esvaziamento das políticas públicas de incentivo à educação e com os constantes e indiscriminados ataques aos professores. “Hoje é dia de parar, dialogar e manifestar em defesa das universidades públicas, das políticas educacionais, da integridade dos professores já tão atacados no exercício de suas docências”, diz a professora Clara Coelho também membro da Associação de Professores do Colégio João XXIII (APJ). 

A iniciativa da Equipe Diretiva, em consonância com a Equipe Técnica, com a Associação dos Professores (APJ) e com a Diretoria da Fundação Educacional João XXIII, reflete o compromisso com a liberdade de escolha dos profissionais do Colégio, para que estejam livres a participarem de manifestações alusivas à Defesa da Educação no final do dia. “Entendemos a educação como um processo complexo que faz parte da vida. A educação transforma pessoas e pessoas transformam a sociedade. Precisamos refletir com seriedade”, acredita Hildair Garcia, coordenadora do Serviço de Orientação Psicológica (SOP). 

Estou muito feliz de ver o João XXIII unido em todas as esferas nesta manifestação. Não estamos numa bolha, estamos lutando pela educação de todos”, acredita a mãe e conselheira Joice Figueiró.