Mostra Cultural revela o corpo e a alma do João

(*Adaptação sobre texto de Rosina Duarte para o Jornal Fala, João - edição dezembro de 2017) 

Se alguém quer conhecer o corpo e a alma do João, precisa visitar a sua Mostra Cultural. Na ocasião, o Colégio se enfeita, canta, reúne, relembra, comemora. Impossível não compreender ou ficar indiferente. Os 80 projetos que fizeram parte do evento, realizado no dia 11 de novembro de 2017, foram planejados pelas coordenadoras pedagógicas Márcia Elisa Valiati (Educação Infantil), Ianne Ely Godoy Vieira (1º ao 5º Ensino Fundamental), Rosa Maria Limongi Ely (6º, 7º e 8º do Ensino Fundamental) e Mirian Zambonato (9º Ensino Fundamental e Ensino Médio), junto com os professores e alunos da Escola. A maior parte dos trabalhos envolveram mais de uma disciplina e diversas áreas do saber. 

Durante a Mostra, os projetos se espalhavam pelo pátio, sob as árvores que crescem em abundância na área escolar. Diversas salas também abrigavam exposições e apresentações. Era preciso fôlego para percorrer o evento inteiro sem arfar. Por isso, foram montados recantos com sofás, cadeiras confortáveis, almofadas e até cafezinho, além de mesas de jogos para que os pais pudessem brincar com as crianças. Todos os funcionários se envolvem, seja na montagem/ manutenção, na administração ou na segurança. É a festa do ano, mas com muito suor. 

Já na portaria, os sorrisos calorosos dos profissionais da Escola saudavam os visitantes. Passando o portão, porém, a primeira cena traduzia serenidade: crianças do 2º ano praticavam yoga sob um caramanchão florido. Festa para as abelhas do recém inaugurado Meliponário, instalado ao lado da Biblioteca (ver matéria na edição online). Daí para frente, a festa pedagógica se espraiava, misturando arte, música, ciências, tecnologias, oficinas e ações solidárias. Mais do que uma exposição, o evento era uma colcha de cenários. O gazebo central, por exemplo, virou o território da Educação Infantil, com seus incríveis mundos saídos diretamente da imaginação e recriados com os mais diversos materiais. Uma segunda tenda, montada na lateral do prédio da direção, abrigava os caprichados brinquedos feitos com sucata pela gurizada do Joãozinho Legal. E, como a difusão do conhecimento é estimulada no João, também eram oferecidas oficinas de bilboquê e peteca. Os mais arrojados também podiam construir foguetes instruí- dos pelas turmas de 9º ano.

A recepção às famílias que querem matricular seus filhos e conhecer o Colégio João XXIII continua no período das férias escolares. A estrutura da Escola está à disposição durante os dias úteis entre 7h40min até 12h10min e das 13h30 até às 18h. Interessados também podem fazer o primeiro contato pelo telefone (51) 3235-5000. Saiba mais sobre matrículas aqui