Salas ambientes começam a ganhar novas configurações

Desde o retorno das aulas, as salas ambientes possuem novas configurações. Fruto da concepção do João sobre educação e da experiência obtida com as salas ambientes, que existem na Escola desde 1998, os espaços de aprendizagem foram reorganizados de acordo com as demandas dos diferentes componentes curriculares. “Acreditamos que os ambientes devem ser facilitadores do diálogo, das trocas interativas e de novos olhares para cada um e para todos”, falou a supervisora pedagógica Mirian Zambonato. 

Além das classes agrupadas, as salas de Matemática e Física, por exemplo, ganharam mesas grandes para facilitar o estudo coletivo. Conforme a professora de Desenho Geométrico do 9º ano e de Matemática da 1ª série do Ensino Médio, Maria Aparecida Hilzendeger, estes novos espaços são multifuncionais, porque servem para o estudo coletivo ou individual. “Alunos que já acabaram a atividade e querem aproveitar o tempo para se dedicar a outra tarefa podem usar as mesas. Para mim, como professora, é um ambiente de estudo coletivo. Sentia falta de um lugar para estudar junto com o aluno”, garantiu.     

Como em uma escola inovadora, no João, a configuração dos espaços é flexível. Os professores têm a liberdade de transformar as salas conforme a necessidade da turma e do conteúdo. Maria Aparecida aproveitou para propor aos alunos outras transformações. A estante, que antes tinha apenas livros, vai ganhar formas geométricas e fotos da gurizada. Outra novidade é o mural feito de flip-shart. A ideia é que as emoções, até então extravasadas nas classes, sejam colocadas neste mural ou numa caixinha mais reservada. “As classes são patrimônio da Escola e precisamos preservá-las”, disse a professora.    

A nova configuração dos ambientes faz parte do projeto político pedagógico do Colégio e os estudos desenvolvidos durante o Seminário de Inverno reacendeu o desejo dos professores por este trabalho interativo. “Esta é uma parte do projeto que a Escola vem desenvolvendo voltado para a educação do futuro”, finalizou Mirian.